Obras sem data

Detalhes da obra

Eternos caminhantes

Segall, Lasar

Óleo sobre tela | (1919)

Museu Lasar Segall | São Paulo - Brasil

Dimensões da obra: 138 x 184 cm

[DOWNLOAD DA OBRA]

[VOLTAR PARA A PESQUISA INICIAL]

Adquirida em 1920 pelo Museu da Cidade de Dresden, então dirigido pelo historiador de arte Paul Ferdinand Schmidt, esta pintura foi retirada desse acervo pelo governo nacional-socialista – que subiu ao poder na Alemanha em 1933, com Hitler à frente – e exibida em Munique em 1937, na célebre Exposição de Arte Degenerada, que pretendia desqualificar a arte moderna. Durante a Segunda Guerra, esta tela, um dos melhores exemplos do expressionismo construtivo de Segall, permaneceu, com milhares de outras obras dos expressionistas alemães, confinada nos depósitos oficiais. Finda a guerra, a pintura foi localizada, em uma coleção particular europeia, pelo marchand Emeric Hahn, a pedido da viúva do artista, Jenny Klabin Segall, que a trouxe com o Autorretrato II (p.19), também de 1919, para o Brasil. Ficha do Catálogo do Museu Lasar Segall. Responsável: Jorge Coli.

Dados sobre o Warburg

21936

6155

4803

© 1994-2021 CHAA – Centro de História da Arte e Arqueologia | CONTATO | SOBRE O SITE