Obras sem data

Gauguin, Paul

Nascido na França em 1848, Gauguin viveu sete anos de sua infância em Lima, no Peru. Quando voltou a seu país de origem, Gauguin estudou em Órleans e entrou para a marinha mercante aos 17 anos. Nos anos seguintes, viajou por todo o mundo. De volta à França, o pintor começa a trabalhar como corretor de valores. Após a quebra da bolsa de Paris, quando tinha 35 anos, resolve dedicar-se plenamente à pintura. Após um curto período na França, parte para o Taiti em busca de novos temas para se libertar dos condicionamentos da Europa. Retorna à França, posteriormente, e passa um tempo em Pont-Aven seguindo depois para Arles, no sul do país, onde mora por nove semanas com Vincent van Gogh. Em 1891 deixa a França novamente rumo a Polinésia Francesa, onde buscava captar uma arte pura que não estivesse contaminada pelos princípios estéticos do impressionismo. Após um breve retorno a seu país natal, Gauguin parte para o Taiti e depois para a ilha de Hiva Oa sem nunca mais voltar à Europa. O pintor falece em 1903 devido a complicações causadas pela sífilis, quando morava nas Ilhas Marquesas. Sua obra é marcada pela interação com habitantes de lugares sem contato com a civilização ocidental. Gauguin buscava captar em suas pinturas a essência do primitivo que não estivesse relacionado à sociedade industrial europeia que avançava a passos largos no período. Também é atribuída a Gauguin, juntamente com Émilie Bernard, a criação do Cloisonismo, maneira de pintar marcada por grandes superfícies preenchidas por cores planas e delimitadas por contornos espessos. Fonte: Wikipédia (com adaptações)

Dados sobre o Warburg

19852

6058

3881

© 1994-2020 CHAA – Centro de História da Arte e Arqueologia | CONTATO | SOBRE O SITE