Obras sem data

Garcia Valdés, Victor Manuel

Víctor Manuel García Valdés (1897-1969) foi um pintor cubano do movimento Avant-garde. Nascido em Havana, aos 6 anos já mostrava uma aptidão precoce para o desenho. Aos 12 anos, começou a estudar artes em na Escola de Arte de San Alejandro, a escola de arte mais reconhecida em Cuba. Com 14 anos, começou a atuar como professor não oficial de aulas de desenho elementar. Ele estudou com Leopoldo Romanach, outro famoso pintor cubano, e aos 19 anos o seu talento começou a se tornar evidente. No entanto, ele realizou sua primeira exposição individual tarde, em 1924 (quando tinha 26 anos de idade). Em 1925, ele viajou para o exterior, visitando a França. É em Montparnasse que um grupo de artistas franceses aconselhou-o a assinar seus quadros apenas como Víctor Manuel (até aquele momento, ele usava o seu nome completo e apelido). Ele voltou para casa em 1927, e participou de uma exposição na Associação de Pintores e Escultores de Havana, que é considerado um dos pontos de partida da era moderna da pintura cubana. Nesse tempo, dedicou-se, por quase dois anos, para formar outros pintores cubanos gratuitamente. Depois, voltou para a Europa, visitando Espanha e Bélgica, retornando a Cuba novamente em 1929. É neste ano que ele cria sua pintura mais famosa: La Gitana Tropical popularmente conhecida como La Gioconda americana,), que está no Museo Nacional de Bellas Artes, em Havana. É considerado por críticos como uma das peças que definem a vangaurda cubana. Ele obtém o primeiro prémio em 1935, em uma exposição de arte no Liceu de Havana, e continua exibindo seus trabalhos em Cuba e no exterior. Ele morreu em 1969, em Havana. Extraído da Wikipedia. Responsável: Jorge Coli

Dados sobre o Warburg

21333

6155

4593

© 1994-2020 CHAA – Centro de História da Arte e Arqueologia | CONTATO | SOBRE O SITE