Obras sem data

Querol, Agustin (ou Agustin Querol i Subirats)

(1860 - 1909) Nascido em uma família pobre, filho de um padeiro, Querol, com a idade de 18 anos, deixou o emprego na padaria de seu pai e mudou-se para Barcelona, onde trabalhou como aprendiz no estúdio de Domingo Talarn e dos Irmãos Vallmitjana. Também freqüentou aulas de escultura na Escola Provincial de Belas Artes (chamada familiarmente \"la Llotja\"). Ganhou uma bolsa para estudar em Roma. Com sede em Madrid a partir de 1890, foi responsável por muitos monumentos, esculturas, e propostas de projetos através de grande parte do mundo de língua espanhola. Querol administrou um ateliê relativamente grande. Entre seus aprendizes estiveram Lorenzo Coullaut Valera e Jacinto Higueras. Querol também trabalhou como homem de negócios, negociando mármore de Carrara; escreveu obras literárias sob o pseudônimo El Plutarco del Pueblo, o \"Plutarco do Povo\"; foi vice-diretor do Museu de Arte Moderno de Madrid (1892 -1895) e deputado conservador nas Cortes. Querol morreu em Madrid, e foi enterrado em San Justo, em Madrid. Ele deixou monumentos inacabados em Tortosa, Buenos Aires, Guayaquil e Montevidéu, que foram mais tarde concluídos após a sua morte. Um exemplo é o Monumento de los Españoles, em Buenos Aires, concluído em 1927.

Dados sobre o Warburg

21053

6155

4443

© 1994-2020 CHAA – Centro de História da Arte e Arqueologia | CONTATO | SOBRE O SITE