Obras sem data

Pallejá, José Miguel

Durante sua curta vida deste expoente do estilo final do século XIX José Miguel Pallejá revolucionou o ambiente cultural do Rio de la Plata. Participou do movimento modernista antes dele chegar ao Uruguai,  e sua obra define a passagem do naturalismo à modernidade. Aos dezessete anos ele viajou para Barcelona para estudar na Escola de Belas Artes, em seguida, no Workshop Olivier Merson, em Paris, onde permaneceu um ano e depois percorreu toda a Itália. Ele retornou ao Uruguai depois de três anos que passou na Europa. Após seu retorno, ele retratou a nata da sociedade, também destacando-se com  paisagens notáveis. Sua força expressiva extraordinária não foi perdida em seus contemporâneos. Em 1884, no jornal La Razon, Daniel Muñoz, que assinou suas notas como Sansão Carrasco, que registrou sua modernidade avançada na frase "Você, meu caro Pallejà, foi talvez demasiado cedo." Pallejà foi convidado em 1886 para fazer murais na Quinta Lezama em Buenos Aires, a única preservada seus esboços em algumas publicações nacionais. No ano seguinte, buscando alívio de tuberculose que o afligia, ele viajou para Barcelona, ​​onde ele morreu com a idade de 26 anos.
Extraído do wikipedia

Dados sobre o Warburg

22079

6155

4872

© 1994-2021 CHAA – Centro de História da Arte e Arqueologia | CONTATO | SOBRE O SITE