Obras sem data

Lobo, Antonio Araújo Souza

Antonio Araújo Souza Lobo (Campos dos Goytacazes RJ 1840 - Rio de Janeiro RJ 1909). Pintor, professor, restaurador, fotógrafo e cenógrafo. Em 1854, ingressa na Academia Imperial das Belas Artes - Aiba. Recebe menção honrosa nas Exposições Gerais de 1865 e 1866. Na mostra de 1868 - já fora da Aiba -, apresenta, junto com Antônio Barbosa de Oliveira, fotografias do certame de 1866, mostrando tanto os trabalhos expostos, quanto a montagem. É auxiliar de Carlos Luís do Nascimento (1812 - 1876), restaurador da Pinacoteca Pública, e, em 1867, abre - e mantém até 1890 - um ateliê de paisagens, retratos e restaurações com o irmão Carlos Alberico de Sousa Lobo. A partir de 1868, leciona no Liceu de Artes e Ofícios do Rio de Janeiro, onde tem como aluno José Maria de Medeiros (1849 - 1925), e no Colégio Pedro II. Ganha a segunda medalha de ouro na Exposição Geral de 1870 e a primeira nas de 1876 e 1879. Até 1874, é cenógrafo do Teatro Provisório, no Rio de Janeiro. No mesmo ano, publica o texto Belas Artes: considerações sobre a reforma da Academia, preocupado com os rumos do ensino. A partir de 1876, ministra aulas também no Asilo de Menores Desvalidos, no Rio de Janeiro, onde é professor de Baptista da Costa (1865-1926). Ainda nos anos 1870, funda, com o escultor Almeida Reis (1838 - 1889) e o arquiteto Rodrigues Monteiro, a associação Acropólis, que defende a modernização do ensino de arte. No fim da vida, dedica-se à fotografia e à litografia.
Extraído de: http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa22009/antonio-de-souza-lobo

Dados sobre o Warburg

17125

5565

3127

© 1994-2018 CHAA – Centro de História da Arte e Arqueologia | CONTATO | SOBRE O SITE