Obras sem data

Kokoschka, Oscar

Oskar Kokoschka (Pöchlarn(Áustria), 1 de Março de 1886 — Villeneuve (Suíça), 22 de Fevereiro de 1980) foi um pintor expressionista e escritor austríaco.
Kokoschka, nascido no Império Áustro-Húngaro, filho de um ourives, foi um pintor austriaco.

De 1905 à 1909, Kokoschka assiste aos cursos da Kunstgewerbeschule de Vienne. Um dos seus professores é Gustav Klimt e uma de suas colegas Elsa Oeltjen-Kasimir.

Em 1910 muda-se de Viena para Berlim, por rejeitar o Jugendstil.

A partir de 1912, Kokoschka vive uma paixão por Alma Mahler-Werfel. Este amor e as cartas trocadas inspirou-lhe diferentes obras de arte. Sua pintura evolui rapidamente: ele começa a trabalhar com pinceis mais largos e sua cada vez mais cores. Em 1914, ele se junta aos pintores da Sécession viennoise em Berlim.

Com o início da Primeira Guerra Mundial alista-se num regimento de Dragões. Na frente de batalha, foi ferido e em 1916 internado num hospital em Dresden, onde ficou até 1923.

Em 1917, instala-se a Dresden onde conhece Adolf Loos, arquiteto. Torna-se professor da Escola de Artes de Dresden dee 1919 à 1924.

Volta à Viena em 1933. Depois da morte de sua mãe, em 1934, exila-se em Praga por razões políticas, lá conhece Olga Palkovska, com quem contraiu matrimónio.

Em 1938, devido à ocupação nazi da Checoslováquia, abandonou o seu estúdio em Moldávia e foge com sua mulher para Londres (1938-53).

Em 1953, estabelece-se em Villeneuve, Suíça, onde passa os últimos 27 anos de sua vida.

A Fundação Kokoschka se situa ao Museu Jenisch de Vevey, Suíça.
Retirado da Wikipédia.

Dados sobre o Warburg

20920

6155

4366

© 1994-2020 CHAA – Centro de História da Arte e Arqueologia | CONTATO | SOBRE O SITE